Mal de Montano

setembro 18, 2008

A Cerveja Escarlate

Filed under: Mal do dia — maldemontano @ 3:43 pm

18.9.08

por Fernanda de Aragão

Cenário:

O evento Cartografia Web Literária, promovido pelo SESC Consolação em parceria com o pessoal do Portal Cronópios – Pipol e Edson Cruz – foi realmente muito bacana. Bom para os pensamentos sobre os caminhos da nossa literatura contemporânea, quem é quem e coisa e tal. A crônica abaixo foi inspirada na mesa *publicação e distribuição da literatura em tempos digitais* do dia 13 de agosto, que recebeu aqueles que “começaram, ou firmaram sua escrita e interferência no meio literário, em blogs, sites ou coletivos de literatura”. A idéia da organização era “discutir os caminhos da publicação e da distribuição da literatura em tempos de Internet e a importância de sites e blogs na trajetória de autores, iniciantes ou não”.

Debatedores: Clarah Averbuck, Ana Paula Maia, Cardoso (André Czarnobai), Artur Rogério, Lima Trindade – Mediação: Fabrício Carpinejar

Cena:

A cerveja escarlate

– tem cerveja?
– o que você acha desta questão da China e do Tibete?
– por que é que não pode fumar aqui?
– estão querendo construir uma nova estatal para extrair petróleo, você viu?
– fiz esta tattoo para lembrar minha primeira transa, o cara era ótimo!
– você leu o dossiê do Luis Nassif contra a revista veja?
– não leio blog dos outros.

Ele, porque precisa romper para ser anti, carregou ela pelas ruas da cidade depois de ter pintado com escarlate as unhas de uma das mãos. Base na outra. Disse que vai à manicura só para entender as mulheres. As boas línguas contestam: é só para ilustrar o óbvio do pensamento casseta e planeta. Urgente! E se está todo mundo de terno, porque a festa é black tie, ele vai de kilt, simples assim: óculos coloridos extravagantes para roubar a cena, chapéus de bobo-da-corte tirados da sua sacola lúdica estilo mary poppins, perucas e piadinhas do tipo “se você quiser dizer porra, amém!”. E pela bizarrice o chamam de poeta.

Elas, no meio do debate e durante a fala do próximo, cochichavam uma com a outra e riam alto, microfone à mão, quando a platéia interveio:
– o que você tem a dizer?
– desculpe, qual é a pergunta mesmo?
– se você já descobriu algum escritor pela internet…
– dane-se! E a cerveja, vai chegar?
– cocaína só do lado de fora! – Ele disse, não porque precisava parecer anti, mas porque ela estava lhe roubando ao se portar assim, mais anti do que ele. Não, não pode; e continuou: – se tu quiser, pode ir fumar lá fora!
– a porta da rua é serventia da casa – Murmurou alguém na platéia, mas ninguém ouviu.
– posso ir fazer xixi? – Era a voz da outra.

Talvez porque ela não tivesse, de fato, nada relevante a dizer, levantou-se e voltou depois de urinar. Tomou de volta seu lugar à mesa de debates, microfone sobre o colo e olhar pro canto de lá, de quem nunca esteve no lado certo do auditório, até que lhe dirigiram a palavra:

– desculpe, qual é a pergunta mesmo?
– seu blog literário, tem finalidade de quê?
– apenas para divulgar meu trabalho, deixo na gaveta os originais.
– e os comentários?
– não vejo! Aliás, não tenho esse espaço para críticas. Não estou nem aí!
– fodam-se? – Era ele novamente, clamando a atenção escarlate.
– é, fodam-se! – ela numa risada irônica, um pouco antes de concluir: – e a cerveja?
– foda-se tu! – A mesma voz indignada da platéia mais uma vez não foi ouvida.

Mas a transparência deu no paralelismo do microfone aberto:
– Fabrício, a cor das suas unhas combina com o meu isqueiro!
– E a base da outra mão combina com seu nome, Clarah.
– Ana Paula, o que você acha?
– desculpe, qual é a pergunta mesmo?

Combinaram a cerveja para depois dali. E lá pela meia-noite a bebida no copo já assumia os 100 reais da garrafa de vinho, um cigarro depois do outro. É que tanto faz. Eles apenas precisam romper para ser anti. É que tanto faz. No calote, só a cerveja escarlate.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: